Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dias de sol

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 14.06.14
piscina

 

 

 

 

Gosto de dias assim. Em que se aproveita o melhor que a vida nos dá. A alegria, a família, os amigos (que são a família que escolhemos) e o amor. Essa matéria misteriosa que dá sentido aos nossos dias. Que ilumina os nossos pensamentos mais obscuros e nos traz de volta à vida. À nossa vida, preenchida e feliz. Estes dois últimos dias, de praia e piscina, serviram para recarregar baterias para os dias desafiantes que se avizinham. Porque nada se consegue sem esforço, empenho e dedicação. E claro, sem alegria e amor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A escolha da creche...

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 12.06.14
A escolha da escola

Andei estes últimos dias num reboliço com a escolha da creche da L. Pensar que serão outras pessoas a cuidar do nosso mais-que-tudo é algo que aflige. E muito. Talvez o problema deste e de outros aspectos da nossa vida seja o mesmo: a confiança, ou a falta dela. Temos mesmo de confiar nas pessoas para que a nossa vida se encaminhe e se torne mais fácil. Mais equilibrada e mais feliz.
Estive na dúvida entre uma creche, com jardim de infância, perto de casa, que podia ir a pé, privada (mas subsidiada), mas que não enchia o olho - um prédio antigo, com escadas e corredores mais apertados. E uma creche nova, comparticipada, com muita luz, espaços amplos e um pouco mais longe (apesar de ser num instante de carro e dentro da nossa zona).
Como em qualquer dúvida que tenho, pensei muito, ponderei e analisei tudo ao pormenor, mas no fim de tudo deixei a minha intuição decidir. A segunda. E estou com uma paz de espírito muito maior agora que retirei este peso e porque acho que fizémos a escolha certa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

16 meses

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 03.05.14
Panda Mickey e Minnie

Por mais que goste de escrever, fico sem palavras quando se trata de exprimir o que algumas pessoas significam para mim. Pessoas que não são 'normais' perante o tanto que me dão, que me ensinam e que me inspiram. Tal não seria novidade para mim senão pelo facto, que este pedacinho de gente, a que me refiro, só tem (faz hoje) 16 meses. Já sabe bem o que quer, chama a mãe e o pai conforme o que pretende e tem já um feitio muito próprio. Adora o panda, acorda a chamar pela mamã e pelo panda e dá abraços e beijinhos maravilhosos. Se acho que gosto tanto dela, no dia seguinte ainda consigo gostar mais. O sorriso, a alegria e a forma como mostra o seu carinho por nós. Dá vontade de a abraçar tanto e não largar mais, para que nada lhe faça mal. É um amor magnífico, mas assustador. Sentimo-nos pequenos perante a vida. Ainda para mais, para alguém, como eu, que nunca foi muito maternal. Não sorria e ria habitualmente para os bebés que via na rua, a não ser claro que algum sorrisse descaradamente para mim. Sentimo-nos igualmente com maior capacidade de lutar, de sermos melhor a cada dia que passa e de darmos tudo o que temos para aproveitar a vida no seu pleno. Com ela, com quem é importante para nós e claro, com o panda, o Mickey e a Minnie.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os sons dos animais

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 25.04.14

A minha filha imita muito bem os sons dos animais, tão bem que agora quando fomos ao pediatra até fiquei envergonhada... O pediatra estava sentado na secretária a falar com outra colega que estava à porta, mas fez sinal para nós entrarmos e sentarmos. Logo que a Leti viu uma ovelha na secretária começou o berreiro: 'mé mée méee'. A bons pulmões como é o seu hábito. Tanto que os dois pediatras mal se ouviam e tiveram de começar a falar mais alto! É bom que saiba os sons dos animais, mas podia ser um pouco mais baixo... :) Vamos ver se na próxima consulta mudará o animal! O cão é outro dos que adora (vai de certeza insistir mais tarde para termos um) e digo-vos - também ladra muito bem :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ser pais ❤

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 23.04.14

 

Ter um filho é de facto complicado, mas é a fase mais maravilhosa e inspiradora das nossas vidas :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

5 Dicas para sobreviver a noites mal dormidas

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 17.03.14
Bebé a dormir

Nunca pensamos que o sono é tão importante como depois de sermos pais. Passa a ser uma preocupação e, muitas vezes, um luxo e uma angústia. Até porque muda as rotinas de toda a família, podendo mesmo ser uma fonte de conflitos.

Daí que é necessário fazer algo para resolver ou minimizar o problema. Claro que cada família é única e sabe o que é melhor para si. Estas foram apenas as dicas que funcionaram no nosso caso.

1) Aceite ajuda. Se temos avós dispostos a ajudar o melhor é mesmo aceitar. Seja para ficarem a brincar com o nosso bebé enquanto dormimos um pouco, ou para nos trazerem o almoço ou jantar se estamos demasiado cansados para os fazer.

2) Descanse por turnos. Se não temos disponíveis ou não queremos aborrecer os avós, o ideal é fazer turnos com o pai. De manhã, descansa um enquanto o outro dorme e de tarde o inverso. Assim conseguem aguentar melhor o dia.

3) Alimente-se bem. Se está extremamente cansada e come mal, aí é o descalabro. Nada melhor para ultrapassar esta fase do que comer bem para não ter nenhum problema pior.

4) Mime-se. Quando estamos num estado de cansaço enorme, com a cabeça a doer e falta de vontade de realizar as mais diversas tarefas, ouça o seu CD preferido, que lhe levanta sempre o astral e coma o seu prato preferido. Se for um prato muito elaborado e não tenha paciência para tal, mime-se com uma tablete do seu chocolate favorito ou uns bolinhos já confecionados.

5) Procure soluções sem desesperar. Não há mães ou pais perfeitos. Segundo o psicólogo clínico Eduardo de Sá "Os bons pais fazem uma asneira de 8 em 8 horas", por isso não se culpe pela situação, ou por não conseguir descobrir a causa destas insónias do seu bebé.

Cá em casa pensávamos que seria uma crise que coincide com o início do andar, mas depois concluímos que também se devia às transições de sonecas e ao calor que ela tinha de noite! O tempo aqueceu, mudámos a nossa roupa de cama, mas a dela continuou da mesma forma. Sei que é errado, mas a tendência é sempre de atafulhar os bebés de roupa...

No fundo, o que importa é que as fases passam e vamo-nos adaptando a elas :)

 

Créditos da imagem: Amo meu Bebê

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dormir como um bebé

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 13.03.14
Bebé a dormir

Cá por casa as noites têm sido complicadas. A Leti acorda com a espertina e demora muito a adormecer. Quando chegamos às 2h e meia sem dormir, já estou tão cansada que a coloco na nossa cama e dorme connosco até de manhã. Geralmente acordo com o dilema: será que, em nome do meu descanso, estou a tomar a melhor decisão? A resposta varia conforme o meu cansaço, mas sei que não é o mais correcto...

Sei também que é uma fase - dizem que quando começa a andar pode começar a dormir pior, mas é de facto muito cansativo. Não é à toa que a privação de sono é uma forma de tortura...

Hoje, bem a propósito, recebi no meu email os resultados de um estudo sobre o sono da Dodot e confirma-se: tenho mesmo de abandonar a "técnica de salvamento" de a colocar a dormir connosco. Funciona a curto prazo, mas não é solução...

 

Estudo sobre o sono Dodot

 

Para bebés dos 12 aos 24 meses, as recomendações são:

• A hora diária de levantar e deitar deve ser aproximadamente a mesma todos os dias.

• Devemos evitar deitá-los com fome.

• O ambiente do seu quarto deve ser tranquilo e escuro.

• A temperatura deve ser confortável: um excesso de calor ou frio favorece o despertar noturno.

• O ruído ambiental deverá ser o mínimo possível.

• É recomendável evitar as sestas muito prolongadas ou tardias.

• A atividade física vigorosa deve ser evitada entre 1 e 2h antes da hora de deitar.

• A criança deve aprender a dormir sozinha, sem ajuda. Devemos transmitir a mensagem de que o estamos a ensinar dormir de forma autónoma, e que o momento de dormir não deve ser interpretado como um castigo ou uma disputa entre pais e filho.

• Se a criança chora com a intenção de que os pais a segurem nos braços é recomendável que os pais saiam do quarto. Caso se levante, deve ser deitada novamente e consolada com algumas carícias.

• A atitude dos pais deve ser firme (é necessário fazer sempre o mesmo e estar seguro de que essa é a atitude correta) e carinhosa (as carícias acalmam a criança e proporcionam-lhe uma sensação de segurança e conforto).

 

Para as restantes idades aqui.

 

Também achei interessante o seguinte artigo: 10 mitos sobre o sono infantil.

 

Espero que tenha sido útil. Resta-me desejar: boas noites :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vida de mamã #2 - O Inverno

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 21.02.14
Inverno

Se há algo que custa é termos a nossa bebé doente. Viroses e outras 'oses' que não dão tréguas. Não fosse este Inverno estar a custar a passar. Mas é mesmo assim, há que aguentar e tentar ao máximo fazer tudo para que lhe passe o mais rápido possível. Faço compras online, organizo brincadeiras caseiras, dou colinho, mimos e muita atenção. É isso mesmo que faz uma mãe. Mesmo que se durma pior ou mesmo que não se durma lá estão elas. E afinal, a Primavera não deve estar assim tão longe, esperemos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alegria

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 12.02.14
Dra Brinquedos e Lãzinha

É impressionante como a alegria dos outros nos consegue contagiar. Principalmente quando essas pessoas são os nossos filhos. Aquele sorriso, aquele olhar de agradecimento é qualquer coisa de indescritível. Parece que o mundo não pesa, nem nunca nos pesará.

 

Já há algum tempo que andávamos à procura da Lãzinha, para fazer companhia à Dra. Brinquedos, da qual a Leti é fã acérrima! Ontem encontrámo-la e pusemo-la no parque para no dia seguinte ter uma surpresa! E assim foi! Uma alegria enorme quando a viu!

 

É tão bom sentirmos que conseguimos contribuir para a sua alegria. O pior e o nosso maior medo é se iremos conseguir sempre fazê-lo. Se teremos, no futuro, a estabilidade financeira para tal. Para conseguir que nunca lhe falte nada. No entanto, se temos medo é sinal que temos noção da realidade. Não podemos deixar é que ela nos paralise. Por isso é que sei, que vou lutar sempre para ver sempre aquele sorriso no seu rosto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vida de mamã...

por ✿ Mamã Curiosa Mariada, em 30.01.14
Vida de mamã
Como se previa foi uma noite má. Quando não dorme o segundo sono, já sabemos o que vem aí. Acordou às 3h, bebeu o seu leitinho, mas só adormeceu às 5h30. E foi literalmente em cima de mim, na minha almofada! Nem na cama dela e nem ao colo queria adormecer... Mas quando a coloquei na nossa cama e a dei ao pai, para eu ir à casa de banho, não sei se para me engraxar ou porque pensou que me ia embora, chamou duas vezes 'mamã'. E pronto, tudo muda! Mesmo estafada e meio zombie, já aguentava o resto da noite acordada! :)</p>

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Parceiros

Foxlife

Top blogs de receitas

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D